sexta-feira, 17 de abril de 2015

Concurso de fotografia de Picuí


A Prefeitura Municipal de Picuí, através do Projeto Jovem Ambientalista coordenado pela Secretaria de Promoção e Assistência Social lançou nesta semana o edital do II Concurso de Fotografia de Picuí com o tema: "A vida pulsa na caatinga".
Os alunos da Escola Estadual Professor Lordão podem solicitar sua inscrição na secretaria da escola ou no Gabinete da Prefeitura. Entre os prêmios oferecidos para as melhores fotos estão tablet e celular.

Baixe o regulamento com todas as informações sobre o concurso e venha participar, AQUI

Em 2014 duas alunas da Escola Professor Lordão estiveram entre as vencedoras:

Lucimaria Ferreira de Mendonça - 1º Lugar 



Maylla Crasyella Dantas Freita - 3º Lugar




quinta-feira, 16 de abril de 2015

Parlamento Jovem Brasileiro: Lordão é destaque.



Alunos Daniel e Izabel e o professor
Robson representaram a PB em 2011
O PJB é uma oportunidade para que jovens do ensino médio de todo o país possam experimentar a jornada de trabalho dos deputados federais, com a posse e exercício, por cinco dias, do mandato como Deputado Jovens, em Brasília. Mas seu grande objetivo é proporcionar, a todos os estudantes que se envolvem no processo de inscrição, o desenvolvimento de conhecimentos sobre a nossa democracia representativa, o poder Legislativo e a importância da participação social.
Aluno José Djalisson foi o 4º
representante do Lordão no PJB 
 Para se inscrever, os jovens devem apresentar um Projeto de Lei de sua própria autoria, propondo soluções para questões que enxergam no seu contexto social, cultural e econômico.
Aluna Nathália ao lado do
Deputado Federal Tiririca
            Com a ajuda dos professores, os alunos podem aprender mais sobre a realidade em que está inserido, identificar os problemas que afetam seu cotidiano e propor soluções em formato de Lei, entendendo melhor as responsabilidades de governos, organizações e cidadãos e, principalmente, reconhecendo seu papel como agentes de mudança.  
            Além disso, trabalhar o PJB em sala de aula é uma grande oportunidade para desenvolver com os alunos as competências dos eixos cognitivos da matriz de referência do ENEM.

Veja o vídeo, aqui





quarta-feira, 15 de abril de 2015

Alunos tem aula na Câmara Municipal de Picuí


Alunos do Projeto Jovem Cidadão

       Os alunos do Projeto Jovem Cidadão, participaram nesta segunda (13) de uma aula de campo na Câmara Municipal de Picuí. A ação constitui um dos objetivos do projeto que é vivenciar a realidade do poder legislativo, neste momento através do Parlamento municipal. 
Alunos Josinaldo, Vitória e Vanessa
entrevistam a vereadora Joselma
       O Projeto Jovem Cidadão é uma ação do Grêmio Estudantil Thiago Santos Silva da Escola Estadual Professor Lordão e possibilita aos alunos a discussão dos conceitos de politica, ética, cidadania a partir de leituras sobre o tema, debates em grupo, discussão de temas relevantes para a sociedade, exemplo de aborto, voto aberto no Legislativo, terceirização dos funcionários, etc.
       Durante a aula, os alunos puderam observar o comportamento dos vereadores quanto ao regimento da casa, suas proposituras e os debates a respeito dos temas mais relevantes para a sociedade local. Durante a sessão/aula, o aluno Francisco Junior, presidente do Grêmio Estudantil usou do tema livre para expor os objetivos do projeto " que é apartidário", afirmou Junior que foi ligeiramente sabatinado pelos vereadores. 
Presidente do GETSS Francisco Junior
participa do Tema Livre
       Os vereadores parabenizaram os alunos pela iniciativa, destacando a necessidade da inserção dos jovens como protagonistas no processo político do País e que o primeiro passo acontece na escola, em seu município. A presidente da Casa Francisco Eduardo de Macêdo, Maria Ednalva Dantas, destacou a visão de futuro dos alunos ao anunciar que recebia, via e-mail, comunicado de cartilha orientando as Câmaras na divulgação do Legislativo através de ações semelhantes as do Projeto Jovem Cidadão. 
       As ações do Jovem Cidadão tem continuidade com entrevista a cada vereador sobre sua experiência, projetos, envolvimento com a comunidade e sua visão sobre temas polêmicos para a sociedade. Até o final de Abril, os alunos participarão de sessão ordinária na Assembleia Legislativa da Paraíba - ALP. 

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Alunos do Lordão realizam aula de campo sobre Arqueologia

       Os alunos do Projeto de Arqueologia: "Um passado ameaçado" da Escola Estadual Professor Lordão realizaram aula de campo no Sitio Arqueológico Cachoeira do Pedro em Picuí, com objetivo de identificar as ameaças a que estão sujeitos os vestígios arqueológicos no município. 
       O projeto está em seu segundo ano,  é coordenado pelo professor Robson e desenvolvido pelos alunos do Ensino Médio Inovador que se propõem a estudar o processo de ocupação pré-histórica da região e o processo de degradação, seja ele natural ou resultado da ação antrópica. 
       Durante a aula os alunos foram estimulados a catalogar os animais que caracterizam a fauna local e a flora que compõe o entorno do sítio, bem como refletir sobre a situação em que se encontra o local. Ainda de forma preliminar, os alunos perceberam que, apesar da preocupação e cuidado que a família proprietária do sitio tem, ainda é presente ameaças de banhistas, caçadores, pecuaristas entre outros. 
       
Um dos objetivos do projeto é possibilitar aos alunos a compreensão da conservação do local como instrumento de estudo do passado e a identidade do povo da região.  As próximas ações serão desenvolvidas na região seridó do Rio Grande do Norte a uma exposição dos resultados preliminares durante a semana do bioma Caatinga em Picuí. 


terça-feira, 7 de abril de 2015

Professores em greve


     No último dia 06/04 os professores da Escola Estadual Professor Lordão deflagraram uma greve por tempo indeterminado, reivindicando pauta defendida pelo sindicato da categoria. Apesar da ausência dos professores, os demais serviços da escola estão à disposição da comunidade escolar.
     A escola permanece aberta à comunidade, professores e alunos que precisarem desenvolver suas atividades de ensaio, projetos e solicitar documentos diversos: declaração, transferência, histórico, certificado, frequência dos programa sociais, pagamento da merenda escolar, etc.
     Enquanto perdurar a greve, a sugestão da direção é que os alunos mantenham o ritmo de estudos através de leituras diversas, grupos de estudo, videoaulas, plataformas de estudo, a exemplo da http://www.geekiegames.com.br ou participar do Cursinho Preparatório para o ENEM da Paraíba, o PBvest. As aulas acontecem todos os sábados, das 7:30 min às 12:30 min no prédio da escola.

Grêmio Estudantil firma parceria com Câmara Municipal de Picuí

     

Alunos líderes de sala: Projeto Jovem Cidadão

     O Grêmio Estudantil, Thiago Santos Silva, da Escola Estadual Professor Lordão apresentou na última reunião da Câmara municipal de Picuí, ofício solicitando da presidência da casa autorização para desenvolvimento de ações do Projeto Jovem Cidadão. A solicitação de parceria foi prontamente aceita e a partir de então os estudantes participantes do projeto terão dois meses para vivenciar o trabalho dos parlamentares de Picuí.
Parceria: Grêmio/Vereadores
      Durante sessão realizada no dia 06/04 a presidente, Maria Ednalva Dantas, parabenizou o Grêmio Escolar pela iniciativa e os alunos foram aplaudidos pelos presentes. Segundo o Presidente do Grêmio, o estudante Francisco Junior, “os alunos foram muito bem recebidos e os vereadores se mostraram dispostos a auxiliar o trabalho”.
Reunião com a Gerente Regional de
Educação: Maria das Graças.
     O projeto Jovem cidadão é uma iniciativa do Grêmio Escolar, gestão 2014/2015, com o objetivo de permitir aos alunos conhecer e vivenciar os conceitos da democracia através do estudo sobre o legislativo. Entre as ações, os alunos terão acesso a Câmara Municipal de Picuí, com parceria já firmada, a Assembleia Legislativa da Paraíba, parceria firmada em Março e o Congresso Nacional através do Projeto Parlamento Jovem Brasileiro.
Secretário de Educação da Paraíba recebe
vice presidente que solicita inclusão de
deficientes em cotas na UEPB
     
O Grêmio Thiago Santos Silva existe desde 1999 e a atual gestão vem contribuindo decisivamente com o processo democrático na Escola Estadual Professor Lordão, através de reuniões periódicas com o conselho escolar, requerimentos junto a direção da escola,  audiência com a Gerente Regional de Educação, a professora Maria da Graças Almeida,  e até com o Secretário de Educação, o professor Aléssio Trindade.





Entre as pautas de negociação os alunos conseguiram:

  • ·         Reativar a rádio escolar;
  • ·         Encaminhar a compra de talheres de alumínio para as refeições servidas na escola;
  • ·         Discutir sobre o estacionamento de motos na escola;
  • ·         Debater sobre a nova estrutura de simulados para o ENEM 2015;
  • ·         Lutar pela reativação de contrato de professor e funcionários;
  • ·      Requerer junto a Secretaria de Educação a inclusão de cotas para deficientes na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB;
  • ·         Incentivar a liderança e participação estudantil através dos lideres de sala;
  • ·         Cobrar da direção espaço adequado para as reuniões do Grêmio;
  • ·         Solicitar da Gerência Regional de Educação equipamentos para a entidade;
  • ·         Solicitar da direção a aquisição de livros sobre história e filosofia das principais religiões;
  • ·         Participar de Seminários Estaduais promovidos pelo Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público do Trabalho;
  • ·    Participar do movimento pela recuperação da ponte Rio Piaba, entre Barra de Stª Rosa e Remígio;
  • ·         Coordenar o Projeto Jovem Cidadão.
  • ·         Lutar pelas reivindicações dos alunos na escola.


     A última ação, ainda aguardando deferimento da Câmara dos Deputados, é para que dois alunos integrantes do Projeto possam participar de uma oficina de atuação no Parlamento Brasileiro em Maio. 

quarta-feira, 1 de abril de 2015

9ª Mostra de cinema empolga alunos da Escola Professor Lordão


      Aconteceu na última quarta (01) na Escola Estadual Professor a  9ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul. A ação faz parte de um programa do governo federal com objetivo de divulgar e incentivar a sétima arte. Para tanto, a escola participou de uma seleção, na qual cumpriu os requisitos exigidos e foi a única escola da região contemplada com o projeto.
      O filme exibido foi “ Cabra Marcado Pra Morrer” que discute o papel do paraibano João Pedro Teixeira na liderança das ligas camponesas. O filme provocou uma reflexão sobre o golpe Militar de 1964 que completou 51 anos nesta quarta. 
      Durante a sessão a escola promoveu uma pipocada para os alunos que assistiram com muita curiosidade o longa metragem. O filme superou as expectativas da direção, visto que foi muito aplaudido ao final. Antes da exibição, o professor de história, Robson Rubenilson, contextualizou o filme e provocou a curiosidade ao destacar o papel que João Pedro Teixeira exerceu na história do Brasil.
      Durante a exibição a escola garantiu as condições de acessibilidade, permitindo que todos tivessem oportunidade de assistir ao filme. Para José Josinaldo, deficiente e presidente da Associação de Deficientes de Picuí, o filme foi muito importante pois revelou uma história desconhecida pela maioria do povo paraibano. Segundo ele, uma das cenas mais importante foi quando “o filho de João Pedro Teixeira dizia que nenhum regime político era bom, desde que o indivíduo não tivesse proteção política”, afirmou.
      O filme emocionou até as professoras que se identificaram com a história de luta da viúva Elisabet Teixeira. Para o aluno João Joandson da 3ª série do Ensino Regular o que mais chamou atenção foram as práticas de torturas utilizadas pelos militares durante a ditadura militar no Brasil.

     Ao final foi realizado debate sobre os direitos humanos na época da ditadura, bem como a realidade atual. Com a mostra a Escola Estadual Professor Lordão tem contribuído para uma sociedade mais justa e democrática, na qual os direitos humanos não sejam negligenciados.