quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Alunos da Escola Professor Lordão são premiados mais uma vez na 13ª OBMEP


Os alunos do Projeto Matemática Olímpica, orientados pelo professor Evandro Macedo, foram destaques na Olimpíada de Matemática das Escolas Publicas – OBMEP 2017 com Certificado de Menção Honrosa. A Escola também foi premiada com um troféu.

O Projeto Matemática Olímpica é desenvolvido desde 2014 com foco no aprimoramento das habilidades da matemática como proposta pedagógica para corrigir as distorções que os alunos trazem do ensino fundamental. Desde então o projeto coleciona bons resultados na Olimpíada Campinense de Matemática e OBMEP, além de vencer o Prêmio Mestres da Educação oferecido pela Secretaria de Estado da Educação da Paraíba em reconhecimento às boas práticas pedagógicas.

Como resultado em 2016 o professor Evandro Macedo foi selecionado no Programa OBMEP na Escola que tem como objetivo melhorar a qualidade do ensino da Matemática nas escolas públicas do país, estimulando a adoção em sala de aula de novas práticas pedagógicas e do material didático produzido pela OBMEP, e incentivando a criação de atividades extraclasse vinculadas às provas da Olimpíada. Evandro receberá uma bolsa da CAPES de Docente do Ensino Básico para aprimorar seu trabalho fazendo o Projeto Matemática Olímpica alcançar novos alunos, inclusive de outras cidades.

Confira a relação dos destaques na OBMEP 2017:

ESCOLAS PREMIADAS COM TROFÉU



MARIA DJANILZA DOS SANTOS - 2º Ano A
Menção Honrosa



MATHEUS THARAN DE MACEDO - 3º Ano C
Menção Honrosa



MURILO ARAGAO DOS SANTOS - 1º Ano A
Menção Honrosa



SIMONE DOS SANTOS HENRIQUES COSTA - 3º Ano A
Menção Honrosa

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Matrículas 2018


Escola Estadual Professor Lordão recebe R$ 10.000,00 em noite de premiação do 12º Prêmio Itaú-Unicef

Dois projetos educacionais representaram a Paraíba na final regional da 12ª edição do Prêmio Itaú-Unicef, ocorrida na noite de terça-feira (14), em Recife (PE). As ações, desenvolvidas em escolas de Picuí e em Poço de José de Moura foram contempladas com R$ 10 mil cada, pela classificação na final nordestina.

A parceria entre a Escola Professor Lordão e a Associação Trilhas na Caatinga faz parte da proposta curricular do modelo de Escola Cidadã Integrada. Entre as ações desenvolvidas estão a realização da Semana do Bioma Caatinga, o projeto Arqueologia: um passado ameaçado, a Semana de Arqueologia, a valorização da história e cultura local, além de ações de sustentabilidade com trilhas ecológicas e campanhas informativas.

O prêmio Itaú-Unicef – que existe desde 1995, e já recebeu mais de 17 mil inscrições, premiando iniciativas em 1.752 cidades – tem como objetivo reconhecer e estimular parcerias entre Organizações da Sociedade Civil (OSC) e escolas públicas no desenvolvimento de ações socioeducativas que ampliem tempos, espaços e conteúdos de aprendizagem para crianças e adolescentes na faixa etária dos 6 aos 18 anos.

Nesta fase, foram reconhecidas 32 parcerias, selecionadas entre as 96 finalistas divulgadas na etapa anterior. Em cada regional foram premiadas quatro parcerias, de acordo com o porte orçamentário das organizações – micro, pequeno, médio e grande.












segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Escola Professor Lordão participa da 23ª Feira Internacional Ciência Jovem


Os alunos Alisson Santos e Artur Cândido ambos da 1ª série do ensino médio, juntos com a professora de robótica Érika Suely da Escola Professor Lordão no município de Picuí - PB, participaram da 23ª Feira Internacional Ciência Jovem, que aconteceu na cidade de Recife nos dias 09, 10 e 11 de novembro. Nesta edição foram selecionados 270 trabalhos, com equipes de todos os estados brasileiros, além de equipes do México, Colômbia e Paraguai.

"Alegria é o que sentimos agora, pois voltamos pra casa com o sentimento de dever cumprido. Foram várias conversas, amigos feitos, experiências trocadas, foi o melhor evento que já participei em toda a minha vida. Venho agradecer a nossa escola e gerência de ensino, ao nosso mestre Robson, aos pais que confiaram a mim os seus filhos, ao professor José Carlos de Paula pelo incentivo, a feira Internacional não decepcionou, não poderia esquecer das pessos fundamentais para que estivessemos aqui, Alisson e Artur, vocês são maravilhosos."
(Professora Érika Suely)

Na oportunidade a equipe da Escola Professor Lordão apresentou um dos trabalhos desenvolvidos nas aulas, com o material disponível no laboratório de robótica, junto com a impressora 3D que chegou a escola junto com o laboratório de ciências. O trabalho consiste em um protótipo de um braço mecânico para amputados, capaz de realizar e simular algumas tarefas simples, como por exemplo, abrir e fechar a mão para segurar objetos.

Os trabalhos apresentados englobaram áreas ligadas à popularização da ciência, tecnologia e desenvolvimento de projetos de pesquisa, divulgação e informação, reunindo instituições municipais, estaduais, federais e privadas.
 

Escola Professor Lordão participa da VI Feira de Negócios SEBRAE 2017

Visita da Gerente da 4ª Regional de Educação
 Gracinha Medeiros posa para foto com a professora
Edijoelma Dantas e alunas
A 14ª edição da tradicional Festa da Carne de Sol em Picuí - PB, no Seridó paraibano, traz consigo a VI Feira de Negócios do Seridó e Curimataú Paraibano, que aconteceu nos dias 04 e 05/11/2017.

Gestores Thiago Anderson e Adaiano Farias
A Escola Estadual Professor Lordão não podia ficar de fora, e montou o seu stand, representado pelos alunos e alguns professores da escola. No stand, foram exibidos aos visitantes da feira alguns trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pelos próprios alunos.









Projeto Lordão Além da Terra

Uma aula de campo realizada na última quinta-feira (9) foi uma ação do Projeto Lordão Além da Terra, que traz noções básicas de Astronomia no Ensino Médio. Esse projeto é desenvolvido na Escola Professor Lordão desde 2013, e desde esse ano sempre foi premiado com o "Mestres da Educação".

"Bem depois de ter aulas teóricas em sala de aula sobre os mais diversos temas ligado a astronomia (teorias da criação do universo, criação do sistema solar, contrações, entre outros), levamos os alunos a conhecer na prática como proceder a observação dos astros celestes a olho nu. Diferenciando planetas de estrelas, mostrando a Via Láctea (a parte visível), utilizando o aplicativo carta celeste pelo celular para saber a posição das constelações e dos planetas visíveis, e por fim, utilizamos as lunetas e binóculos para observarmos a Lua. Também mostramos a diferença entre olhar o céu noturno dentro e fora da cidade, e como se reduz a quantidade de estrelas quando são vistas dentro do perímetro urbano".
(Professor de Física/Astronomia, Inajar Nascimento)
 
A viagem aconteceu com o auxílio proveniente do Conselho Escolar, que teve todo o apoio da equipe pedagógica e dos professores de geografia e biologia.
 













 

Calendário de Reavaliações IV Bimestre EMR e EJA