quarta-feira, 27 de julho de 2016

I Semana de Arqueologia de Picuí é elogiada por professor da UEPB

         
A Escola Estadual Professor Lordão em parceria com a Associação Trilhas na Caatinga realizou com sucesso a I Semana de Arqueologia de Picuí. O evento teve entre seus objetivos trabalhar a educação patrimonial entre os alunos, incentivar as pesquisas sobre arqueologia, além de divulgar o potencial arqueológico do município tem em vista a implantação de um roteiro turístico na região.
            A programação teve início na sexta-feira (22/07) com a realização de uma oficina de cerâmica indígena que foi ministrada pelos professores: Emanuel Gilson, Giorgiana Macedo  e Silveira Vieira. Durante a atividade os alunos estudaram acultura ceramista no Brasil e procuram reproduzir a técnica utilizada pelos nativos.
           
 No domingo (24/07) foram realizadas atividades prática com a visita  aos sítios arqueológicos  Pedra D’água e cachoeira do Pedro. Participaram da aula de campos os alunos da Escola Padre Jerônimo da cidade de Santa Luzia, além dos estudantes da Escola Estadual Felipe Tiago Gomes e do Instituto Federal de Educação da Paraíba. Durante as explicações os alunos tiveram a oportunidade de estudar como as técnicas de realização das inscrições rupestres, associando os conhecimentos de geologia, biologia, química, física, história e arqueologia. 
            A segunda-feira (25/07) foi dedicada a abertura oficial com uma homenagem ao senhor Nozinho dos Santos que dedicou parte de sua vida para conservar vários artefatos arqueológicos. Após a cerimonia especial o professor Robson Rubenilson proferiu uma palestra sobre a educação patrimonial e o papel do Estado na preservação do patrimônio cultural. 
            À tarde, no auditório municipal,  foi dedicada a defesa dos projetos de pesquisa sobre vários sítios arqueológicos de Picuí. Entre as pesquisas apresentadas podemos citar: Educação patrimonial: Arqueologia, paleontologia e história;  Sítio escavação Águas Belas; Arqueologia e Ufologia: Uma interpretação das inscrições rupestres; Sitio Arqueológico Cachoeira do Pedro: Um passado ameaçado; Sítio Arqueológico Pedra D'água: Vestígios do homem do Seridó e Geologia e Arqueologia: análise. Na Escola Professor Lordão os alunos participaram de oficinas de pinturas rupestres: Pintura rupestre em pedra cariri e pintura rupestre em mural, ministradas pelos professores: Janaina, Ticiane, Isaias, Gilson e Giorgiana.  
            À noite foi reservada ao professor e técnico em geologia Antônio de Pádua Sobrinho que proferiu a palestra: Geoturismo e patrimônio arqueológico do município de Picuí - PB: “Um olhar para a biodiversidade”. Antes o jovem Udenilson Silva apresentou o Curta documentário: O que as pedras contam.
            Na terça-feira (26/07) foram realizados quatro minicursos: Arqueologia e Astronomia - Ministrante: Prof. Inajar Nascimento; Arqueologia do Enem - Ministrante: Prof Robson Rubenilson; Arte e pré-história no Brasil Ministrante: Profª Drª Silveira Vieira e A evolução humana: como nos tornamos "Sapiens" Ministrante: Profª Ms Rafaela Silva. Durante todo o dia foram realizada exposições de fotos, fósseis e artefatos arqueológicos de Picuí e do Museu de Arqueologia da Universidade Estadual da Paraíba.
          
  Ainda pela manhã foi realizada uma palestra sobre a arqueologia da Paraíba, ministrada pelos professores Erick de Brito - Graduando em história – UEPB e pelo Drº Juvandi Santos - Pós-doutorado em Arqueologia - PUC/RS. Ainda realizaram a exposição de museu de arqueologia da UEPB e inda realizaram uma visita técnica ao Sítio Arqueológico Cachoeira do Pedro.
            Na tarde da terça-feira o professor do IFPB Anderson Souza ministrou palestra sobre o projeto Geologando, abordado vários temas comuns à arqueologia e geologia.
            Para fechar as atividades da semana, à noite foi realizada uma mesa redonda sobre o potencial arqueológico e as perspectivas turísticas em Picuí. Antes o Grupo Tambores da Alegria realizou uma apresentação temática sobre a cultura indígena. Entre os debatedores da mesa redonda tivemos: a professora Aline Araújo - Licenciada em Química; a professora Carmeracilda Dantas - Licenciada em Sociologia e pós-graduação em direitos humanos; o Robson Rubenilson - Licenciado em história com pós-graduação em história do Brasil e o deputado estadual Rubens Germano - Graduado em agronomia e pós-graduação em recursos hídricos com experiência em gestão pública. 
            A I Semana de Arqueologia de Picuí surgiu do desejo de comemorar o dia do arqueólogo (26/07) a quem dedicamos ao parceiro e amigo Juvandi Santos, arqueólogo que diante de todo o seu currículo veio voluntariamente presentar com sua experiência a esperança de jovens estudantes do ensino médio em serem arqueólogos. " Ainda estou arrepiado daqueles aplausos de teus alunos. Gostei do comportamento exemplar dos mesmos. Precisamos de profissionais como os da escola que você trabalha" Juvandi Santos se referindo ao evento. 
















domingo, 24 de julho de 2016

Lordão protagoniza intercâmbio com escolas estaduais

     
       Na última semana a Escola Estadual Professor Lordão desenvolveu várias atividades pedagógicas em parceria com escolas da rede estadual de educação. Considerando o protagonismo, os estudantes tiveram a oportunidade de compartilhar equipamentos, práticas pedagógicas e conhecimentos através de disciplinas como educação física, química e história, por exemplo. 
         A primeira atividade aconteceu na capital do estado, quando o grupo de ginástica da escola esteve visitando a Escola Técnica de João Pessoa no bairro de Mangabeira. Na ocasião o projeto: " A ginástica na escola: O Lordão projetando alegrias" orientado pelo professor Josemário Silva esteve realizando suas apresentações para alunos e professores daquela escola. Os jovens tiveram a oportunidade de conhecer a estrutura e a prática pedagógica da escola. Ainda na capital, o grupo de ginástica participou da programação da colônia de férias no Esporte Club Cabo Branco.

          Na sexta-feira (23) foi a vez da professora de química Aline Araújo firmar uma parceria com a Escola Professor Lordão, quando os alunos da Escola Estadual Felipe Tiago Gomes estiveram nos visitando para realizar uma aula experimental de caráter interdisciplinar. Com o objetivo de complementar as aulas de química e biologia com práticas experimentais, os alunos tiveram a oportunidade  conhecer métodos e materiais utilizados para pesquisas em laboratórios. Durante a aula foi produzida uma água do mar sintética para criação de microcrustáceos marinhos, utilizados para pesquisas  científica na área de biotecnologia, no decorrer da prática  foram abordados conteúdos específicos de química como: preparo de soluções, cálculos químicos, e segurança em laboratório, na biologia: ecossistemas.
       A terceira instituição a participar do intercâmbio educacional foi a Escola Estadual Padre Jerônimo Lauwen da cidade de Santa Luzia do Seridó. Os alunos desenvolveram atividades em parceria com o projeto Arqueologia, um passado ameaçado e a Associação Trilhas na Caatinga visitando os sítios arqueológicos de Picuí, dentro da programação da I semana de arqueologia de Picuí. Durante as aulas de campo, os estudantes de Santa Luzia, orientado pelos professores Antônio de Pádua e Fabrício, analisaram a composição geológica de Picuí, bem como as características arqueológicas do município. Para finalizar o dia, os alunos da Escola Padre Jerônimo Lauwen visitaram os canteiros do projeto horta escolar e discutiram sobre as estratégias de manter os canteiros orgânicos no momento de crise hídrica. A alternativa verificada foi a reutilização da água das centrais de águas e o rejeito do ar condicionado.

       A proposta de aproximar as práticas pedagógicas faz parte do projeto de intervenção pedagógica da Escola Professor Lordão com o objetivo de compartilhar e aprender com as atividades desenvolvidas pelas escolas da rede.















sábado, 23 de julho de 2016

Lordão divulga programação da I Semana de Arqueologia de Picuí



A Escola Estadual Professor Lordão em parceria com a Associação Trilhas na Caatinga divulga a programação da I Semana de Arqueologia de Picuí.

Veja a relação das inscrições homologadas, aqui



Programação:


Sexta Feira - 22/07

15 às 17 h
Oficina de cerâmica indígena

Ministrantes:

Emanuel Gilson - Licenciado em Pedagógica e Pós graduação em Psicopedagogia
Giorgiana Macedo -  Licenciada em Língua Espanhola
Silveira Vieira - Licenciada em História com mestrado e doutorado em História


Domingo: 24/07

7 às 11 h - Aula prática - Visita aos sítios arqueológicos de Picuí

Guias:

Projeto: Arqueologia, um passado
Associação Trilhas na Caatinga


Segunda Feira - 25/07

8 h - Abertura oficial do Evento
         Homenagem
9 h - Palestra: Arqueologia e turismo no Seridó
Ministrantes:
Damião Carlos - Técnico em guia regional de turismo
Haniere Villa Verde - Secretário de Turismo de Carnaúba dos Dantas - RN

14 h - Apresentação oral (auditório municipal)


  • Educação patrimonial: Arqueologia, paleontologia e história
  • Sítio escavação Águas Belas
  • Arqueologia e Ufologia: Uma interpretação das inscrições rupestres;
  • Sitio Arqueológico Cachoeira do Pedro: Um passado ameaçado;
  • Sitio Arqueológico Pedra D'água: Vestígios do homem do seridó;
  • Sitio Arqueológico Pedra da Viola e
  • Geologia e arqueologia: análise.

15 h - Oficinas de pintura e arte rupestre
Ministrantes: Janaina, Ticiane, Isaias, Gilson, Giorgiana, Robson 


19 h - Palestra: Geoturismo e patrimônio arqueológico do município de Picuí - PB: " Um olhar para a biodiversidade"
Ministrante:
Antônio de Pádua Sobrinho - Técnico em mineração e graduando em Letras - IFPB

Curta documentário: O que as pedras contam
Mediador: Udenilson Silva - Licenciado em Letras e graduado em Direito



Terça-Feira - 26/07

8 h - Minicursos


  • Arqueologia e Astronomia - Ministrante: Prof. Inajar Nascimento
  • Arqueologia do Enem - Ministrante: Prof Robson Rubenilson
  • Aplicação da Química na Arqueolgia - Ministrante: Profª Edijoelma Dantas
  • Arte e pré-história no Brasil Ministrante: Profª Drª Silveira Vieira
  • A ética na Pesquisa - Ministrante: Prof  Reginaldo Guedes
  • A evolução humana: como nos tornamos "Sapiens" Ministrante: Profª Ms Rafaela Silva



10 h - Exposição


  • Fósseis de animais da mega fauna
  • Ferramentas líticas do seridó
  • Minerais utilizando pelos paleoíndios
  • Museu de arqueologia da UEPB
  • Fotografia dos sítios Arqueológicos de Picuí


14 h Palestra: Museu de Arqueologia da UEPB
Ministrantes:
Prof Erick de Brito - Graduando em história - UEPB
Ms Flavio Moraes - Doutorando em Arqueologia - Coimbra/Por
Drº Juvandi Santos - Pós doutorado em Arqueologia - PUC/RS


15 h Palestra: Projeto Geologando
Ministrante:
Drº Anderson Souza ( Geologia - IFPB)


19 h - Mesa redonda: Ciência, Arqueologia e Turismo: O homem do Seridó

Debatedores:


  • Aline Araújo - Licenciada em Química
  • Carmeracilda Dantas - Licenciada em Sociologia e pós graduação em direitos humanos
  • Robson Rubenilson - Licenciado em história com pós-graduação em história do Brasil. 
  • Rubens Germano - Graduado em agronomia e pós graduação em recursos hídricos com experiência em gestão pública. 









domingo, 17 de julho de 2016

Aluna que sofria bullying defende a ampliação do debate sobre os direitos humanos nas escolas

              
Foto: Surama Fotografias.

              Josseane Fátima de Lima tem 17 anos e cursa a terceira série do ensino médio na Escola Estadual Professor Lordão na cidade de Picuí - PB. Vítima de bullying psicológico no ensino fundamental, defende a ampliação do debate sobre os direitos humanos nas escolas a partir do currículo e momentos específicos nos quais os temas sejam apresentados pelos professores aos alunos, funcionários e a família. Sua ideia está na final do Programa Jovem Parlamentar deste ano.
                A Jovem é filha de Sebastiana de Lima Silve e Joás Balbino de Lima. “Sempre fui muito dedicada aos estudos e muito focada em meus objetivos. Determinação, coragem e autoconfiança são fatores essenciais para alcançar os meus sonhos” relatou durante entrevista ao blog Mídias no Lordão.  Acrescenta que “as oportunidades passam, por isso não se deve perdê-las”.

                A aluna relata que sempre recebeu o incentivo de professores, da família e amigos.  “Sempre há aqueles professores que lhe inspiram e estão sempre disponíveis para lhe ajudar”, diz.  Destaca que no decorrer dos últimos anos, muitos professores passaram por sua vida e deixaram um pouco do seu conhecimento, em especial, os professores Jeanne Medeiros e Robson Rubenilson que lhes inspiram em diversos projetos realizados na Escola Professor Lordão, promovendo coragem e esperança.
              
Seu objetivo atual é representar a Paraíba no Parlamento Jovem Brasileiro,  defendendo seu projeto de lei e inspirando outros jovens, motivo de orgulho para sua família, escola e ao Estado, além de  vivenciar o cotidiano de um deputado federal, podendo adentrar de forma mais ampla a política brasileira.  Josseane encerra sua entrevista  com a referência a  Paulo Freire: "A educação não transforma o mundo. A educação transforma as pessoas. Essas pessoas transformam o mundo".


Veja um pouco de seu Curriculum na Escola Professor Lordão:

·         Concurso da CGU (2015)
·         Concurso da DPU (2015)
·         1º lugar na feira de ciências do Lordão no ano (2015)
·         Concurso Museu Da Imprensa (2016)
·         2º lugar na Olimpíada de Inovação da Paraíba - UEPB (2015)
·         Prêmio Aluno Exemplar ( 2014 e 2015 )
·         Diretora de políticas educacionais do Grêmio Estudantil Tiago Santos Silva (2015 e 2016)
·         Aprovada na segunda fase da OBMEP (2016) 
·         Participante da Olimpíada Nacional de História  (2016)
·         1º lugar na Paraíba no simulado Studos por duas vezes (2016)
·         Finalista do Programa Parlamento Jovem Brasileiro

·         É orientanda nos projetos de Astronomia e Arqueologia. 

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Projeto de lei de Jovem Parlamentar paraibana pode ser votado na Câmara



       O projeto de lei da estudante Cinthya Pâmella Casado Paulo, que participou do programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), em 2015, vai para análise da comissão responsável pelo tema e pode seguir para votação em plenário na Câmara dos Deputados, em Brasília, nos próximos dias.                   Cinthya é ex-aluna da Escola Estadual Professor Lordão, da cidade de Picuí, e obteve a melhor nota do Brasil, na edição 2015 do PJB. A nova edição do programa deve divulgar no dia 19 de agosto os nomes dos dois escolhidos para representar a Paraíba, neste ano.
       Cinthya desenvolveu um projeto de lei que dispõe sobre a prorrogação do tempo de licença maternidade para caso de gestação de múltiplos. Pela proposta, as mães teriam mais 30 dias de licença para cada filho, além do tempo normal já estabelecido pela Constituição. Atualmente, Cinthya faz o curso de Direito, em João Pessoa.
      Edição 2016 – Dos oito estudantes paraibanos, finalistas do Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2016, sete são da rede estadual de ensino. Quatro estudam na Escola Estadual Professor Lordão, mesma unidade de ensino da parlamentar jovem brasileira, Cinthya Pâmella Casado
         Os oito finalistas disputam duas vagas. Isso porque serão selecionados 78 alunos de todo o Brasil e o número de vagas segue a mesma proporção da quantidade de deputados federais na Câmara. O programa leva em consideração a proporcionalidade de cada unidade da federação. Como a Paraíba tem 12 deputados federais, proporcionalmente, vai selecionar dois alunos para o Parlamento Jovem.
           A primeira edição do PJB ocorreu em 2004. De lá para cá, houve a participação de 924 jovens parlamentares estudantes do ensino médio. O programa mantém, ainda, um canal de comunicação entre os estudantes de todo o Brasil e a Câmara dos Deputados: a fanpage do Parlamento Jovem Brasileiro no endereço (www.facebook.com/parlamento.jovembrasileiro).
      Na Paraíba, mais informações podem ser obtidas pelo número (83) 3218-4327 (Falar com Ewerton Alexander, coordenador do Parlamento Jovem Brasileiro na Paraíba).


Fonte: Secom/PB

Alunos do Lordão estão na final do Programa Parlamento Jovem Brasileiro pela 5ª vez.

               
               
Foto: Surama Fotografia
         

A Câmara dos Deputados tornou público nesta segunda-feira (04), o resultado do processo de pré-seleção das inscrições para o Programa Parlamento Jovem Brasileiro 2016. 
             Nesse processo, oito estudantes paraibanos foram pré-selecionados e irão concorrer a uma vaga como deputado jovem para representar o estado da Paraíba no Parlamento Jovem Brasileiro 2016.
            Dos oito estudantes, quatro deles fazem parte da Escola Estadual Professor Lordão, localizada no município de Picuí, microrregião do seridó oriental paraibano, à 226 km da capital João Pessoa. São eles: Luís Gustavo, Bruna Santos, Josseane Lima e Gerlan Lino.
            O estudante Luís Gustavo, foi buscar na realidade de casa a inspiração para seu projeto. Observando atentamente o trabalho de sua mãe, que trabalha numa farmácia em Picuí, se preocupou com o destino dos medicamentos com prazos de validades vencidas e sugeriu um sistema de coleta adequado.
            A estudante Bruna Santos apresentou um projeto de lei discutindo as dificuldades dos pacientes que aguardam a doação de órgãos.
            Para a estudante Josseane Lima, o projeto de lei é uma oportunidade de superar uma realidade que viveu e que muitos alunos ainda enfrentam atualmente nas escolas: O Bullying. Sua proposta valoriza o debate sobre os direitos humanos como forma de superar a discriminação, violência e isolamento nas escolas públicas, resultado de uma prática silenciosa que é o Bullying. 
            O Projeto de lei Gerlan Lino surgiu da realidade que vivencia, pois como aluno do campo, discutiu o cultivo de produtos orgânicos e propôs a identificação de alimentos cultivados com uso de agrotóxicos. Sua proposta é consequência do projeto de horta desenvolvida na escola e as formações na área que participou.
            Os estudantes pré-selecionados foram convocados para fazerem sua inscrição no sistema de seleção final da Câmara dos Deputados. O resultado final do processo seletivo será divulgado em agosto no portal da Câmara dos Deputados.
            A Escola Estadual Professor Lordão parabeniza os alunos e seus familiares, bem como professores e parceiros que contribuem com este projeto, a exemplo da ex-aluna e hoje fotógrafa Surama fotografia que gentilmente oferece seus serviços profissionais para produção do book dos alunos finalistas. 

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Alunos de Arqueologia, Trilhas na Caatinga e alunos IFPB desenvolvem pesquisa em Picuí


       Os alunos do projeto "Arqueologia: Um passado ameaçado" iniciaram esta semana uma série de estudos de campo tendo em vista conhecer melhor o potencial arqueológico e turístico do município de Picuí.
       O projeto é desenvolvido pelos alunos da Escola Estadual Professor Lordão - Picuí/Pb e conta com a parceria da Associação Trilhas na Caatinga que já desenvolve um trabalho de identificação dos sítios arqueológicos no município, além de alunos do curso de geol
ogia do Instituto Federal de Educação da Paraíba - IFPB/Picuí que são parceiros no projeto. 
       As visitas acontecem durante o recesso escolar como atividade prática do projeto de extensão em arqueologia da Escola Professor Lordão. Durante o estudo os alunos fazem a catalogação do sítio com a localização, dimensões, painéis, tipos de vestígios encontrados, tradições rupestres, formação geológica, ameaças presentes, potencial turístico e as histórias das comunidades. 
       O trabalho é acompanhado pelos professores sem a intensão de substituir o papel do arqueólogo, considerando que são alunos do ensino médio, mas com o objetivo de conhecer e divulgar o potencial arqueológico de Picuí, bem como de sensibilizar os alunos e a comunidade para importância da preservação destes vestígios de " uma civilização antiquíssima" ( José de Azevedo Dantas). 
     
Recentemente os alunos estiveram pesquisando três novos sítios arqueológicos que apresentam vestígios da presença humana através de inscrições rupestres nas tradições itacoatiara e agreste, sendo um dos sítios com imagens de antropomorfos, inclusive de pigmentação amarela. 
       Os resultados das pesquisas serão expostas as comunidades durante evento a ser realizado em Julho: A semana de Arqueologia de Picuí e região, na qual a comunidade acadêmica e o público em geral terá oportunidade de conhecer e discutir com professores especialistas de Picuí e região. 
      É importante destacar o papel desempenhado pela Associação Trilhas na Caatinga, que voluntariamente vem desenvolvendo um trabalho incansável de preservação seja dos registros arqueológicos, seja da fauna e flora do município de Picuí, contribuindo para a manutenção do estado de conservação dos Sítios. Ainda temos com parceiros a UEPB, o IFPB, SPA, SEE/PB, Escolas da 4ª GRE, Prefeitura Municipal de Picuí e amigos professores pesquisadores de Picuí e região.